Até ao final deste ano, deverá estar formado um dos cinco maiores operadores mundiais de energia eólica offshore, repartido em partes iguais entre ambas as empresas
Tauron
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A EDP Renováveis e a ENGIE anunciaram ontem “a assinatura de um Memorando de Entendimento estratégico para criar uma joint-venture controlada em partes iguais (50/50) no eólico offshore, fixo e flutuante”, segundo comunicado disponível no portal da empresa portuguesa.

Diz o comunicado que “a nova entidade será o veículo exclusivo de investimento da EDP, através da sua subsidiária EDP Renováveis (EDPR), e da ENGIE para oportunidades eólicas offshore em todo o mundo e passará a ser um dos cinco maiores operadores a nível global na área”.

“Segundo os termos do Memorando de Entendimento, a EDP e a ENGIE combinarão os seus activos eólicos offshore e os projectos em desenvolvimento na recém-criada joint-venture, iniciando com um total de 1,5 GW1 em construção e 4,0 GW2 em desenvolvimento, com o objectivo de atingir os 5 a 7 GW3 de projectos em operação ou construção e 5 a 10 GW3 em desenvolvimento avançado até 2025”, refere o comunicado.

Ainda segundo o comunicado, “a joint-venture terá como alvo prioritário mercados na Europa, nos Estados Unidos e algumas regiões da Ásia, de onde se espera que venha o maior crescimento” e deverá ser auto-financiada, com “projectos que a desenvolver irão respeitar os critérios de investimento de ambas as empresas”. De acordo com a EDP renováveis, a parceria deverá estar operacional até ao final deste ano.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill