Esta semana foi apresentada uma aplicação para monitorizar a pesca de pequena escala, ainda em teste, que envolve de cinco a 10 embarcações e um investimento de 5 mil euros nesta fase inicial
MAR MOTTO
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Na última Segunda-feira, foi apresentado em Santa Cruz da Graciosa, o projecto-piloto «E-log», lançado pelo Governo dos Açores, através da sua Direcção Regional das Pescas, para monitorizar pesca de pequena escala nas ilhas classificadas como Reserva da Biosfera. O projecto está em fase de teste, arrancará na Graciosa e abrange de cinco a 10 embarcações graciosenses, correspondendo a um investimento inicial de cinco mil euros.

Segundo o Director Regional das Pescas, Luis Rodrigues, o projecto é uma aplicação para telemóvel, tablete e computador destinada a registar informação de “forma intuitiva, que permite facilitar a gestão da embarcação, nomeadamente no que respeita a despesas em consumíveis, combustível, facilitando também a gestão da pescaria, por exemplo, na medida em que é possível registar o esforço de pesca, as espécies capturadas, as áreas de operação ou identificar pesqueiros”.

A aplicação surge no âmbito de um estudo sociodemográfico da pesca açoriana, financiado pelo Governo açoriano, que está a ser desenvolvido pela investigadora Ana Fraga, do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais – Nova, com o objectivo de avaliar a viabilidade de uma nova forma de gerir a pesca, reorganizando a participação da comunidade piscatória açoriana.

Segundo explica o Governo dos Açores, projecto envolve uma parceria com uma empresa internacional especializada na recolha, gestão e análise dinâmica de dados no sector da pesca e o apoio de um fabricante português que desenvolveu produtos informáticos altamente resistentes para usar em condições atmosféricas adversas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill

Últimas Notícias

Receber Sumário Diário