Segurança marítima, biotecnologia e protecção do meio marinho são as áreas contempladas com um reforço total de 2 milhões e 350 mil euros
SEATRACES
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Direcção-Geral de Política do Mar (DGPM) anunciou que o Conselho de Gestão do Fundo Azul aprovou um reforço da dotação prevista no Plano de Actividades para três áreas consideradas prioritárias: segurança marítima e salvaguarda da vida humana no mar, investigação científica e tecnológica do mar e ainda monitorização e protecção do ambiente marinho.

O reforço traduz-se num aumento da dotação para as candidaturas a cada uma destas áreas, já prevista nos editais 4, 5 e 6, relativos a estes concursos. Assim, a dotação para candidaturas na área de segurança marítima e salvaguarda da vida humana no mar (edital 4) passa de 600 mil euros para 1 milhão e 200 mil euros, a de investigação científica e tecnológica do mar (edital 5) passa de 1 milhão para 2 milhões e 250 mil euros e a de monitorização e protecção do ambiente marinho (edital 6) passa de 1 milhão para 1 milhão e 500 mil euros.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Da Cartografia na Antiguidade até à Cartografia Portuguesa

    Novembro 16 @ 15:00 - 17:30
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill