Numa aventura de 12 horas, Francisco Lufinha percorreu as 161 milhas que separam as Selvagens do Funchal para chamar à atenção, uma vez mais, da importância do mar para Portugal
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No passado dia 9 de Dezembro Francisco Lufinha realizou pela primeira vez a travessia das Ilhas Selvagens, o território mais a Sul de Portugal, ao Funchal em Kitesurf. Em 2013, tinha já arrecadado o recorde mundial de maior viagem de Kitesurf sem paragens, ao navegar 305 milhas náuticas (aproximadamente 564 Km) entre a foz do rio Douro e Lagos. Este ano o velejador submeteu-se a mais um exigente desafio, desta vez nas águas profundas do Oceano Atlântico.

?????????????????????

 

Francisco Lufinha e cinco elementos da sua equipa de apoio partiram para as Ilhas Selvagens dois dias antes, numa viagem de 7 horas a bordo da embarcação Salva-vidas do ISN / Marinha – entidade que apoia o velejador em termos de segurança e previsões meteorológicas.

Nesta etapa da MINI Kitesurf Odyssey Francisco Lufinha esteve cerca de 12 horas no mar, para percorrer as 161 milhas náuticas que separam as Selvagens do Funchal, onde enfrentou condições climatéricas bastante desafiantes.

Vento de 20 a 25 nós de ENE e ondulação de NE a rondar os 4 metros dificultaram esta travessia que foi feita de Sul para Norte, contando com uma chegada inédita de Kitesurf no Cais da Cidade, o coração do Porto do Funchal.

?????????????????????

Tal como o próprio afirma, 97% de Portugal é mar, e embora ainda não sejam conhecidos detalhes dos seus planos para 2015, o atleta promete que continuará a tentar ligar os vários pontos do território nacional por mar, contribuindo assim para que este elemento tão importante para o país, receba cada vez mais atenção.

?????????????????????

Siga a MINI Kitesurf Odysse em www.franciscolufinha.com e saiba as últimas novidades em facebook.com/franciscolufinha.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill