A aplicação de uma taxa turística de 8 euros pelo município de Amsterdão levou duas empresas de cruzeiros a destinos alternativos e mereceu críticas do sector de cruzeiros
Asia Cruise Cooperation
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

As empresas de turismo de cruzeiros MSC Cruises e Cruise & Maritime Voyages trocaram o porto de Amsterdão pelo de Roterdão, ambos na Holanda, devido a uma nova taxa sobre os passageiros de cruzeiro imposta pelo município de Amsterdão, refere o Safety4Sea com base em notícia do LA Times.

De acordo com o LA Times, citado pela publicação, a decisão do município, que mereceu forte contestação de empresas e da principal entidade internacional representativa do sector, a Cruise Lines International Association (CLIA), implica uma taxa turística de 8 euros por períodos de 24 horas sobre todos os passageiros em trânsito com mais de três anos, o que inclui os passageiros de cruzeiros.

Segundo a publicação, o município argumentou que esta taxa era uma resposta à elevada pressão sobre a cidade e os seus espaços públicos da cidade, na sequência da presença de um elevado número de turistas.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill