Usando um veículo submarino autónomo, a Swire Seabed realizou a primeira inspeccção autónoma a um oleoduto sub-aquático
Government Accountability Office
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Usando um veículo submarino autónomo (AUV, sigla em inglês), a Seawire Seabed concluiu a primeira inspeccção autónoma a um sistema de oleodutos offshore para petrolífera Equinor. Bastou o fornecimento de actualizações de posição através de um navio que seguia à superfície, cujo papel era fornecer actualizações e ser um elo de comunicação entre o AUV e o Centro de Controlo no escritório da Swire Seabed em Bergen, na Noruega, segundo o Safety4Sea.

 

As inspecções foram conduzidas em três oleodutos entre Kollsnes (fábrica de processamento de gás natural operada pela Statoil) e Troll A (campo de gás natural e petróleo no sector norueguês do Mar do Norte). Foram inspecionados 180 quilómetros em dois mergulhos de AUV. Um deles foi administrado pelo município de Kongsberg, na Noruega, que adquiriu para a operação um Radar de Abertura Sintética, e mediu através de batimetria e dados visuais, assegurando a integridade contínua dos oleodutos.

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill