Até 2030, a CLIA prevê diminuir a taxa de emissão de carbono da frota de cruzeiros em 40%.
Asia Cruise Cooperation
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Cruise Lines International Association (CLIA, na sigla em inglês) anunciou recentemente o seu compromisso de reduzir a taxa de emissão de carbono da frota da indústria de cruzeiros em 40% até 2030. Uma redução que será impulsionada pela opção por tecnologias redutoras de emissões, através da eficiência energética, segundo comunicado oficial.

O progresso rumo à meta que se quer atingir em 2030 será medido a partir de dados de 2008 e as taxas de emissões serão calculadas com base nas emissões totais de carbono da frota. Um progresso que a CLIA se compromete a comunicar anualmente, comprometendo-se igualmente a desenvolver programas de treino que aumentem a consciencialização ambiental entre passageiros e tripulação.

Note-se que o investimento global da indústria de cruzeiros em novas tecnologias e combustíveis mais limpos para reduzir as emissões dos navios tem sido grande. Inclusivamente, no Guia de Sustentabilidade do Sector de Cruzeiros, lançado em Dezembro, constam Planos de Gestão de Energia do Navio para planeamento e manutenção das rotas de forma a reduzir o consumo de combustível e as emissões.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill