Cumprir acordos bilaterais e dinamizar a iniciativa «Uma Faixa, Uma Rota» estará na origem de uma redução das taxas sobre importações de vários produtos por parte da China
BIMCO
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Governo chinês planeia reduzir taxas sobre diversos produtos importados (mais de 700) a partir de 1 de Janeiro de 2019, visando apoiar a sua iniciativa «Uma Faixa, Uma Rota», refere o World Maritime News.

Os cortes tarifários abrangerão diversas rações para alimentação animal, incluindo girassol e canola, embora se mantenham inalteradas as taxas sobre a soja importada dos Estados Unidos, pelo menos durante o período de negociações entre Pequim e Washington anunciado no início deste mês.

Já sobre 94 produtos como o minério de ferro, fertilizantes, alcatrão de carvão e pasta de madeira será introduzida uma taxa zero sobre as importações. Serão ainda reduzidas provisoriamente taxas sobre as importações de equipamentos aeronáuticos e as exportações de tecnologias de informação.

Visando cumprir acordos bilaterais já firmados, a China pretende adoptar taxas mais favoráveis a importações da Nova Zelândia, Perú, Costa Rica, Suíça, Islândia, Coreia do Sul, Austrália e Geórgia, refere o jornal.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. IV Grande Conferência JEM

    Janeiro 22 - Janeiro 23
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill