Menos de nove meses após a inauguração das novas eclusas, a Autoridade do Canal do Panamá festejou Domingo passado, 19 de Março a passagem do milionésimo Neopamax, no caso, o porta-contentores Anzu, da MSC.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Desde a abertura das novas eclusas, o maior número de navios a passarem pelo Canal do panamá foram, de facto, os porta-contentores, contabilizando cerca de 53% de todo o trânsito realizado.

Até ao momento, a média de trânsito situa-se nos 5,9 passagens diárias de navios, contando até agora também com 13 linhas a atravessarem regularmente as suas águas, predominantemente em rotas entre a Costa Leste dos Estados Unidos e Ásia, às quais se deverão juntar duas outras a partir do próximo dia 1 de Abril, passando assim a totalizar 15 linhas com passagem regular pelo Canal.

Na sequência do alargamento das eclusas, alguns portos da Costa Leste dos Estados Unidos, sobretudo Charleston, Filadélfia e Savannah, encetaram inclusive obras de remodelação da respectiva capacidade para acomodarem os novos Neopanamax com capacidade até 14 600 TEU, atingindo desde então múltiplos meses com novos máximos de movimentação de carga.

Quanto aos navios GNL, tendo iniciado o trânsito pelo Canal a partir de Julho passado, a média de trânsito também se encontra já nos 5,2 navios por semana, muito acima da previsão inicial de uma única passagem semanal.



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Exposição: Convento das Trinas – Anos 40-Hoje

    Abril 18 @ 10:00 - Maio 5 @ 17:00
  2. Workshop – Profissões de Mar no Feminino

    Abril 27 @ 14:00 - 18:00
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill