Com o auxílio de múltiplos parceiros, incluindo o Governo, inicia-se um estudo que procura formas de reduzir o ruído subaquático.
Transport Canada
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Com o intuito de proteger as populações ameaçadas de baleias, a Transport Canada, que é a autoridade canadiana responsável pelo desenvolvimento da política de transportes, dispôs-se a trabalhar com múltiplos parceiros no programa de Habitats e Observação de Cetáceos (ECHO, na sigla em inglês) da autoridade portuária de Vancouver Fraser, que procura formas de reduzir o ruído subaquático em áreas-chave, anuncia o Safety4Sea.

 

Uma informação que se segue ao anúncio realizado pelo Governo do Canadá em Junho deste ano sobre a iniciativa das baleias, que contava já com um investimento de cerca de 147 milhões de euros para aumentar a pesquisa e a monitorização do movimento de embarcações e ruídos subaquáticos da Transport Canada.

 

Pelo que as medidas recentes, no valor de 1,4 milhões de euros, incluirão a implementação de um hidrofone subaquático no Boundary Pass, no mar Salish, que fará a recolha de perfis individuais de ruído de embarcações e mamíferos, para desenvolver posteriormente medidas de apoio à recuperação das baleias assassinas residentes no sul. Além disso, com o apoio do Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá, a Transport Canada realizará um projecto de quatro anos para melhor prever o ruído da hélice e a vibração do casco de uma embarcação.

 

Note-se que este plano é o maior investimento realizado até à data para proteger as costas e os cursos de água do Canadá. E, através deste plano, o Governo do Canadá está a criar um sistema de segurança marítima que seja líder mundial e que oferece oportunidades económicas para os cidadãos, ao mesmo tempo que protege as costas e os cursos de água para as próximas gerações, em colaboração com povos indígenas, partes interessadas locais e comunidades costeiras.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Da Cartografia na Antiguidade até à Cartografia Portuguesa

    Novembro 16 @ 15:00 - 17:30
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill