Cabos Submarinos e Sobrerania: José Barros, ANACOM; Pedro Quartim Graça, ISCTE; Sandro Mendonça, ANACOM.


3 comentários em “Cabos Submarinos e Soberania”

  1. Jose Luis G Cardoso diz:

    Na sequência do que foi apresentado neste debate perguntava ao Senhor Engº José de Barros:
    Em que país e porque empresa se irão construir os cabos com regeneração , que sensores físico-químicos possíveis e com que comprimento ?
    Admitindo que se possa chegar aos 6000 metros, que navios já existem para o seu lançamento com Guincho adequado e sensores compatíveis , em que país já estão operacionais e se algum Armador Português estará a equacionar envolver-se nesta actividade do futuro.
    Muitíssimo obrigado
    C Cump
    JLGC

  2. Caro,
    Aconselho-o vivamente a visitar a exposição sobre Cabos Submarinos que está a decorrer na Fundação Portuguesa das Comunicações, e se possível fazer uma visita guiada (terá certamente resposta à maioria das perguntas que formulou, e certamente a outras perguntas que lhe surgirão. Contudo adianto o seguinte:
    i. há 4 principais fornecedores/fabricantes de cabos submarinos telecom equipados com repetidores ou regeneradores: NEC, ASN, Subcom e HMN
    ii. há variados fabricantes/fornecedores de sensores submersos (pressão, aceleração, vibração, temperatura, salinidade, bioqímicos, hidrofones, …), sendo esses sensores instalados nos repetidores/regeneradores dos cabos submarinos telecom
    iii. https://www.anacom.pt/render.jsp?contentId=1621691&languageId=1 , https://www.youtube.com/embed/p9KGuhz36FQ?rel=0&autoplay=1 , https://www.youtube.com/embed/QxwzlusgOMA?rel=0&autoplay=1 , https://www.itu.int/en/ITU-T/climatechange/task-force-sc/Pages/default.aspx
    iv. não há em princípio limite em termos de profundidade para instalação de cabos submarinos telecom, podem ser atingidas profundidades superiores a 6 km. Os navios para instalação e reparação de cabos submarinos telecom são navios exclusivos para esse efeito e pertencem aos fornecedores/fabricantes de cabos submarinos ou então a operadores de cabos submarinos. Julgo que não há nenhum navio português para esse efeito, talvez seja uma boa oportunidade de negócio pois não há neste momento navios suficientes para a procura de instalação (já para nem falar da futura necessidade de manutenção e reparação de todos os novos cabos que se perspetivam)
    José Sousa Barros
    jose.barros@anacom.pt

  3. Jose Luis G Cardoso diz:

    Muito Obrigado.
    Muito sucesso no futuro
    C Cump
    gc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill