A Seaborne Freight está a levar a cabo dragagens no porto de Ramsgate para, na ausência de acordos para o pós-Brexit e se os portos principais ficarem congestionados, haja mais um porto acessível.
Lagostim
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Na eventualidade de o Reino Unido deixar a União Europeia sem acordo sobre matéria alfandegária e política comercial no pós-Brexit, a Seaborne Freight deu início a dragagens no porto de Ramsgate, no Reino Unido, para ajudar a mitigar um possível congestionamento.

Segundo a Reuters, este porto será usado se o controlo aduaneiro obstruir os terminais principais – Calais, na França, e Dover e Folkestone, no Reino Unido. Pelo que os trabalhos de dragagens, que já começaram e terminarão, segundo a Seaborne Freight, em 25 dias, permitirão o acesso a navios Ro-Ro, que terão de ser localizados, uma vez que estes reservam com bastante antecedência os portos.

Note-se que, segundo o meio de comunicação internacional Metro, a Seaborne Freight está a pagar as dragagens a uma empresa alemã, na sequência do financiamento que lhe foi atribuído recentemente do Governo britânico, de 15,4 milhões de euros e a que já aqui fizemos referência. Pelo que a mesma fonte refere que a empresa pretende também reabrir a rota entre Ramsgate e o porto de Oostende, na Bélgica, uma rota fechada em 2013.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill