Esta foi uma das conclusões de um relatório da TT Club e da BSI Supply Chain Services and Solutions sobre o impacto do roubo de mercadorias nas cadeias de abastecimento
TT Club
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A seguradora TT Club e a fornecedora de serviços BSI Supply Chain Services and Solutions apresentaram a primeira edição de um relatório conjunto sobre o impacto do roubo de mercadorias nas cadeias de abastecimento à escala global durante o primeiro semestre deste ano.

Uma das conclusões do relatório é a de que os sequestros violentos de camiões representam 24% dos incidentes que envolvem roubo de carga e outra é a de que o alvo principal dos ladrões são as bebidas e alimentos, que representam 27% dos incidentes.

O relatório também conclui que na Ásia, a maioria das ocorrências sucedem na Índia (59%) e na China (35%), na Europa ocorrem no Reino Unido (56%) e Alemanha (13%), no Médio Oriente e África sucedem no Egipto (33%) e África do Sul (30%), na América do Norte ocorrem no México (69%) e Estados Unidos (22%), e na América do Sul dão-se sobretudo no Brasil (90%).

Na Índia e na China, bem como no Médio Oriente e em África, a corrupção é considerada o principal motivo dos roubos, com empregados a retirarem os produtos das instalações logísticas e de armazéns. Já na Europa, o principal problema identificado é a falta de locais seguros para parqueamento de camiões com mercadorias. Na América do Norte, os roubos dividem-se entre assaltos a camiões sem vigilância, nos Estados Unidos e Canadá, e os sequestros violentos, no México.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill