Depois de alguns países e instituições terem feito o pedido para instituir o Mediterrâneo, ou parte dele, como área de controlo de emissões, foi a vez de Barcelona
Barcelona
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No seguimento dos vários pedidos e estudos que se têm realizado para aferir a viabilidade de instituir o Mediterrâneo, ou parte dele, como área de controlo de emissões (Emission Control Area, ou ECA), agora foi a vez de Barcelona. Para tal, a Câmara Municipal de Barcelona subscreveu uma iniciativa, segundo vários meios de comunicação internacionais.

Barcelona ambiciona apoiar activamente a criação de uma zona ECA, mas não só. Ambiciona igualmente coordenar-se com a Comissão Europeia (CE) e com Estados membros da União Europeia (UE) para apoiar a implementação de uma gestão cooperativa transfronteiriça, bem como implementar, com urgência, as medidas pertinentes para garantir a redução das emissões dos navios, obrigando-os, uma vez atracados, a conectar-se à rede eléctrica para operação diária, entre outras medidas.

Note-se que o estabelecimento de um quadro regulamentar para as zonas ECA no Mar do Norte, no Mar Báltico e no Canal da Mancha conduziram a melhorias imediatas na qualidade do ar até 50% desde 2015 e benefícios socio-económicos associados avaliados em milhares de milhões de euros. Motivo pela qual esta cidade costeira requer agora tal procedimento, ainda para mais quando, segundo a CE, morrem anualmente 50 mil europeus prematuramente devido à poluição do ar causada por navios, especialmente por óxidos de nitrogênio, óxidos de enxofre, ozónio troposférico.

Também por este motivo, a aliança Clean Cruise Network (fundada em 2016, que reúne ONGs, principalmente da região do Mediterrâneo, como Espanha, França, Itália, Malta, Grécia, e também Transport & Environment e a NABU da Alemanha), lançou uma campanha com a “Declaração de Roma”, que se seguiu a uma conferência internacional sobre o transporte marítimo, realizada em Roma, para alcançar o maior número possível de apoios para esta iniciativa, em que o Governo espanhol é instado.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill