Embora tenha sido pensado como porto de trashipment de carga contentorizada, o novo porto também deverá acolher movimento de petróleo
Susa
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Parece cada vez mais provável que o porto a construir na Líbia pelo The Guidry Group e a que já fizemos referência neste jornal também contemplará movimento de petróleo, segundo adianta o Safety4Sea, citando a Gibson Shipbrokers. Situado na cidade de Susa, na parte oriental do país, o porto deverá ter uma profundidade natural de águas de 18 metros, refere a publicação.

Segundo se refere, a autoridade portuária líbia concordou em co-financiar a construção do porto com o The Guidry Group, no valor de 1,3 mil milhões de euros. A profundidade é penas alguns metros menos do que a necessária para acolher os grandes petroleiros (very large crude oil carriers, ou VLCC) carregados. O Chade e o Sudão, vizinhos da Líbia, já manifestaram interesse em utilizá-lo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill