Concurso aberto até 2 de Junho prevê apoio a actividades relacionadas com recursos e tecnologias do mar
ARDITI
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação (ARDITI) abriu um concurso para apoio à criação de unidades de Investigação & Desenvolvimento (I&D) e financiamento de actividades que promovam o seu desenvolvimento e internacionalização no quadro da Estratégia de Especialização Inteligente da Região Autónoma da Madeira (RAM).

O concurso está aberto no âmbito do Fundo para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação na RAM (FDCTI-RAM) e entre os projectos suceptíveis de co-fianciamento estão os relacionados com Recursos e Tecnologias do Mar, Turismo, Saúde e Bem-estar, Qualidade Agro-alimentar, Energia, Mobilidade e Alterações Climáticas, Sustentabilidade, Gestão e Manutenção de Infra-estruturas, Bio-sustentabilidade e Tecnologias da Informação e Comunicação.

O concurso está aberto até 2 de Junho deste ano e podem concorrer as instituições do ensino superior e seus institutos e centros de investigação, os laboratórios regionais de I&D, outras instituições públicas de I&D e instituições privadas de I&D, sem fins lucrativos, todas desde que tenham sede na RAM. A dotação orçamental do concurso é de 250 mil euros.

 



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Conferência: Direito e Economia do Mar

    Maio 29 - Maio 30
  2. Business2Sea 2017

    Junho 5 - Julho 6
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill