Associação criou um programa específico para o dia, onde se destaca a inauguração da exposição “A Caravela Vera Cruz”.

“O Mar na Presente Legislatura (XIII)” é o tema da jornada comemorativa do Dia Nacional do Mar 2015, que terá lugar na próxima segunda-feira, dia 16 de Novembro. A APORVELA – Associação Portuguesa de Treino de Vela, a Sociedade de Geografia de Lisboa (SGL), em conjunto com a Comissão Nacional da UNESCO e a Presidência da Rede Nacional da Cultura dos Mares e dos Rios (Município de Esposende) criaram um programa específico para as comemorações.

Tudo começa a partir das 11 horas. Altura em que, a bordo da da Caravela “Vera Cruz”, na doca do Espanhol em Alcântara, realizar-se-á a cerimónia de aposição inaugural do carimbo comemorativo do Dia Nacional do Mar. Uma criação concedida pela Direção de Filatelia dos CTT – Correios de Portugal, SA..

Da parte da tarde, às 14h30, na sede da SGL, será inaugurada a mostra sobre “A Caravela Vera Cruz”, organizada pela APORVELA, que estará em exibição até dia 27 de Novembro. No mesmo local, e até às 17 horas serão distribuídos exemplares de bilhetes-postais, nos quais estará reproduzido o cartaz do Dia Nacional do Mar, para aposição do carimbo comemorativo.

Ainda no programa das “festas” consta o colóquio “O Mar na Presente Legislatura (XIII)”, que se realizará, às 15 horas, no no auditório Adriano Moreira. A partir das 17h30 decorrerá a sessão de encerramento, com com evocação do Dia da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill