O objectivo é melhorar as condições de trabalho do sector das pescas e foi divulgado no lançamento de uma intervenção no porto de pesca da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, orçada em 7,6 milhões de euros
BitCliq
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Primeiro-Ministro anunciou no final da última semana que o Governo vai investir 23 milhões de euros até ao final deste ano em melhorias das condições de trabalho no sector das pescas. António Costa fez o anúncio durante o lançamento da construção de armazéns de aprestos do porto de pesca da Póvoa de Varzim e Vila do Conde, orçado em 7,6 milhões de euros.

Na ocasião, António Costa apelou às autarquias para se juntarem ao Estado na melhoria das condições de trabalho neste sector. A obra agora lançada pelo Governo, cuja empreitada é promovida pela Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, sedeada na Póvoa de Varzim, terá uma comparticipação de 6,5 milhões de euros do Mar 2020 e um investimento de 880 mil euros da Câmara Municipal de Vila do Conde.

Em causa está a construção de 114 armazéns para recolha de aprestos de pesca numa área de 19 mil metros quadrados, no âmbito de uma intervenção mais ampla numa área total de 30 mil metros quadrados que incluirá “espaços e praças públicas, acessibilidades e outros equipamentos, como uma cozinha comunitária, balneários, espaços destinados ao comércio e um bar de apoio”, refere-se no portal do Governo.

Recordando que nos últimos três anos o Governo investiu 22 milhões de euros em portos piscatórios, António Costa admitiu que a pesca “é uma actividade difícil, dura e arriscada e é fundamental promovermos uma cultura de segurança” e que “o risco existe sempre, mas temos de nos preparar para isso, dotando as embarcações com melhores condições e proporcionando aos pescadores equipamentos de protecção individual, que por vezes são incómodos, mas são essenciais”.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill