A excepcionalidade Portuguesa é esta, sabemo-lo: termos instituições, investigadores e inovação do mais avançado que se faz no mundo mas, em simultâneo, uma mesma estranha incapacidade de afirmarmos em termos nacionais essa mesma excepcionalidade. Porquê? A conversa com João Tasso Borges de Sousa, principal responsável pela direcção e desenvolvimento do LSTS da FEUP, com uma capacidade de inovação é reconhecida desde os mais avançados Centros de Investigação da Noruega, Suécia, Finlândia e Estados Unidos, bem como pela Marinha Portuguesa e, mais extraordinário ainda, pela Marinha dos Estados Unidos, ajudam-nos a compreender melhor a paradoxal singularidade.


Um comentário em “A Excepcionalidade Portuguesa”

  1. Sousa diz:

    Bravo! Continuemos! JEM sempre na Vanguarda da reflexão e informação acerca dos assuntos do Mar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill