Governo aprovou investimento na Assembleia Geral da Polis da Ria Formosa
Filipe Nyusi
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Governo aprovou ontem investimentos no valor de 8,5 milhões de euros para melhorar acessos e requalificação de espaços nas ilhas-barreira da Ria Formosa. Segundo o Ministério do Ambiente, o investimento servirá para construir “uma nova ponte de acesso à Praia de Faro, um cais de passageiros em Tavira” e requalificar a Ilha da Culatra, a praia do Ancão e a Avenida 5 de Outubro, em Olhão.

O novo acesso à Praia de Faro visa melhorar a mobilidade e criar uma “solução mista de circulação para automóveis, peões e bicicletas”, refere o Ministério do Ambiente. Já em Tavira, o objectivo é substituir “o actual cais de acostagem por outro, em betão armado, com as necessárias condições operacionais e de segurança”, refere o Governo.

Na Ilha da Culatra, a requalificação envolverá “medidas de recuperação do núcleo piscatório com a reabilitação das zonas degradadas promovendo a qualidade de vida da população residente”, refere o Ministério do Ambiente, destacando “a criação de um parque de lazer e de uma doca seca, a valorização do largo igreja e a integração da zona adjacente ao cais de acostagem e interligação desta com núcleo habitacional”. O Governo espera um financiamento de 850 mil euros proveniente da União Europeia para apoiar esta intervenção.

Na Praia do Ancão, a intervenção destina-se a “garantir a segurança e o conforto na utilização do espaço público”, bem como a “proteger e recuperar o sistema dunar, disciplinando a circulação e estacionamento automóvel”, refere o Governo.

 



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Exposição: Convento das Trinas – Anos 40-Hoje

    Abril 18 @ 10:00 - Maio 5 @ 17:00
  2. Workshop – Profissões de Mar no Feminino

    Abril 27 @ 14:00 - 18:00
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill