A Statoil e a E.ON chegaram a a cordo para a aquisição pela primeira de 50% do Campo de Eólica Offshore de Arkona com capacidade para produção de 385 MW.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Por um valor estimado na ordem de 1,2 mil milhões de euros, a Statoil, empresa estatal norueguesa na área da exploração do petróleo e gás natural, adquiriu 50% do campo alemão de eólica offshore da E.ON, com uma capacidade de produção na casa dos 385 MW e fornecimento de energia a um universo de cerca de 400 000 mil lares alemães, constituindo-se como um dos maiores projectos de energia eólica offshore a serem desenvolvidos na Europa

 

Segundo responsáveis da Statoil, a aquisição faz parte do plano de desenvolvimento da empresa na área da produção de energia renovável, significando esta aquisição, a ser desenvolvida em conjunto com a E.ON, um futuro aumento, em cerca de 50%, da sua capacidade de produção actualmente instalada.

O Campo de Arkona, localizado no Mar Báltico, a 35 Km NE da ilha alemã de Rügen, a SO da ilha dinamarquesa de Bornholm, consistirá na instação de 60 conjuntos de 6 megaturbinas montadas em estacas fundeadas entre 23 a 37 metros de profundidade.

 

Após dois anos de instalação, espera-se a entrada em produção do Campo encontra-se projectada para 2019.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill