Sem meios navais, o mandato da operação fica sem condições para ser eficazmente cumprido
EUNAVFOR MED Sophia
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A União Europeia (UE) suspendeu esta semana os meios navais da operação EUNAVFOR MED Sophia a partir de 1 de Abril, que desde 2015 existe para auxiliar os migrantes provenientes da Líbia em dificuldades no Mediterrâneo e combater o tráfico de pessoas nessa região. A notícia foi avançada pela porta-voz do Serviço Europeu de Acção Externa, Maja Kocijancic, e implica que o mandato da operação fica sem condições para ser efectivamente cumprido.

Segundo anunciado, a decisão foi tomada pelos Estados membros e tem ainda que ser formalmente adoptada pelo Conselho até ao final do mês. Todavia, o mandato da operação, que fora prolongado em Dezembro por três meses, é novamente prolongado, agora por seis meses. Mas a vigilância que até agora também era feita pelos navios militares da UE, fica reduzida aos meios aéreos e à eventual intervenção da Guarda Costeira Líbia.

Recorde-se que, segundo dados divulgados pela Euronews, esta operação permitiu salvar 45 mil pessoas desde 2015 e prestar apoio à Guarda Costeira Líbia. A Itália, para onde são enviados os migrantes resgatados na operação e onde existem postos de registos da EUNAVFOR MED Sophia, já tinha manifestado intenção de abandonar a iniciativa.

A decisão foi mal recebida entre as organizações humanitárias, entre as quais a Amnistia Internacional, que já se manifestou “chocada” com o facto.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Selvagens Ilhas Afortunadas

    Junho 6
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill