Depois de recusado por Malta e Itália, o navio da organização humanitária com centenas de migrantes a bordo navega rumo a Espanha
Proactiva Open Arms
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O navio Open Arms da organização humanitária espanhola Proactiva Open Arms terá obtido autorização para navegar para águas territoriais espanholas, rumo ao porto de Algeciras, com 311 migrantes a bordo, resgatados no dia 21 de Dezembro de embarcações de borracha ao largo da Líbia, no Mediterrâneo, referiu a Euronews. De acordo com a organização, o navio deverá chegar a Algeciras entre 28 e 30 deste mês, embora nem data nem local de desembarque estivessem confirmados no dia 24.

De acordo com a Euronews, países como França, Tunísia e Itália não terão respondido à solicitação de desembarque dos migrantes e Malta terá mesmo rejeitado recebê-los. Entre os migrantes estariam um recém-nascido. Diz a Euronews que Malta terá aceitado apenas acolher uma mulher e respectivo bebé, que terão sido transportados de helicóptero da guarda costeira maltesa para receber assistência médica.

Num diálogo exposto na rede social Twitter, o ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, referiu que os portos de Itália estavam fechados para aquelas centenas de migrantes, como resposta ao pedido da Proactiva Open Armas feito depois da recusa de acolhimento por Malta, sublinhando que os portos italianos estão fechados aos traficantes de seres humanos e seus cúmplices. Em reacção, o fundador da organização, Oscar Camps, respondeu que o discurso e as mensagens de Salvini “terão um fim, como tudo na vida”, acrescentando que “os descendentes terão vergonha do que faz e diz.”

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. IV Grande Conferência JEM

    Janeiro 22 - Janeiro 23
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill