Foi considerada um sucesso claro. A feira global de importação realizada em Xangai, terminou este Sábado, com um balanço positivo, principalmente no sector dos equipamentos “inteligentes”.
TT Club
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A China International Import Expo (CIIE), uma feira global de importação realizada em Xangai, na China, terminou este Sábado, com um valor de negócios realizados avaliado em mais de 50,9 mil milhões de euros, de acordo com o Maritime Executive. Sendo que os acordos relacionados com a iniciativa Belt and Road representaram cerca de 4 mil milhões de euros.

Por sectores, o gabinete da CIIE reporta que em termos de equipamentos inteligentes foram movimentados cerca de 14,5 mil milhões de euros (os produtos electrónicos de consumo rondaram os 3 mil milhões de euros), seguidos dos produtos alimentares (10 mil milhões de euros), equivalentemente ao sector agrícola, e os outros serviços comerciais representaram um valor de cerca de 2 mil milhões de euros.

Como “medida importante para a China – tomar a iniciativa de abrir o seu mercado para o mundo”, o Presidente chinês, Xi Jinping, julga que “todos os países deveriam comprometer-se a se abrir também os seus mercados, opondo-se ao proteccionismo e ao unilateralismo”, comprometendo-se com uma China aberta.

Até 2021, a China deverá adicionar 1,5 triliões de euros em novo consumo, aproximadamente a dimensão da economia de consumo da Alemanha e mais de 25% do crescimento do consumo geral nas principais economias. Apesar da disputa comercial entre as maiores economias do mundo, cerca de 180 empresas dos Estados Unidos participaram na feira, incluindo a Whirlpool, Boeing, Microsoft, Google e Intel, num total de 3.600 empresas de 151 países.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill