«A Europa no Espaço e no Tempo» em 64 horas, para alunos de mestrado e doutoramento
Porto de Hambantota
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No 1º semestre do ano lectivo 2018/2019, a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL) vai promover um curso no âmbito da Cátedra Jean Monnet, sob o mote «A Europa no Espaço e no Tempo». O curso destina-se a alunos de mestrado e de doutoramento e está estruturado em 32 sessões (64 horas – 10 ECTS), no fim do qual está prevista uma avaliação sob a forma de um teste escrito e um ensaio.

Segundo os promotores do curso, esteoferece uma visão interdisciplinar entre a Europa e o Mar na sociedade europeia”, abordando “as dimensões civilizacionais, culturais e políticas das comunidades marítimas europeias”. Segundo se explica, “o programa explora a omnipresença das realidades marítima e fluvial na vida económica e cultural da história europeia, o conhecimento geográfico e o comércio, os novos desafios para os oceanos que cercam o continente, bem como as relações internacionais e os desafios marítimos geoestratégicos para a UE”, sem esquecer “as dimensões territoriais, económicas e ambientais dos territórios marítimos e a esfera das políticas europeias (política marítima integrada, política de coesão, das cidades)”.

Os objectivos consistem em, por um lado, “desenvolver, numa perspectiva histórica, uma atenção renovada e crítica sobre o papel dos conhecimentos náuticos e da geografia marítima”, e por outro, superar os “limites conceptuais através da abertura e imaginação da pesquisa, a fim de possibilitar um diálogo crítico sobre a transição política e ambiental no domínio marítimo”, esclarecem os promotores.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill