Uma equipa de mergulhadores sapadores portugueses integrada na NATO realizou com sucesso a operação
Marinha
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Uma equipa de mergulhadores sapadores da Marinha integrada na Força da NATO para a inativação de engenhos explosivos (Standing NATO Mine Countermeasures Group 1) detectou, identificou e destruiu, uma mina de fundear russa e um torpedo alemão da 2ª Guerra Mundial, no Mar Báltico.

De acordo com a Marinha, os dois engenhos “estavam a uma profundidade de cerca de 30 metros e continham, no caso da mina russa, 430 kg de carga explosiva”, e caso doo torpedo alemão, “500 kg de carga explosiva”.

No mesmo período, a equipa portuguesa detectou outra mina russa, “com 115 kg de carga explosiva” e que “foi destruída através de carga colocada pelo drone pinguin do navio caça minas alemão FGS BAD BEVENSEN, no qual está embarcada”, acrescenta a Marinha.

Nota: Imagem retirada do portal oficial da Marinha



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Seminário WavEC 2018

    4 Dezembro, 2018 - 5 Janeiro, 2019
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill