Três portugueses foram eliminados na primeira ronda e nenhum terminou entre os vencedores.
Nazaré Challenge
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Com ondas entre os 10 e os 15 metros, o surfista brasileiro Lucas “Chumbo” Chianca venceu o Nazaré Challenge 2017 somando 19,89 pontos, tendo competido pela segunda vez num evento do Big Wave Tour (BWT, ondas grandes) e amealhado 81 mil euros.

“Obrigado a todos por todo o apoio. Estou grato por ter ganho este evento e por todos os surfistas que competem serem tão loucos e inspiradores. Foi difícil porque quando se recebe a chamada para eventos da BWT, é no último minuto. Voámos assim que recebemos a ligação, ficámos cansados ​​e depois fomos directos para a competição no dia seguinte. As ondas de ontem foram tão deformadas e assustadoras. E por isso, hoje, fomos novamente, e estou super animado. Obrigado”, referiu Chianca.

Assim, a competição que estava programada ser de um dia, passou a dois: “Nós vimos o vento surgir muito forte do Noedeste”, explicou Mike Parsons, responsável pelo Big Wave Tour WSL. “As condições eram muito perigosas para os surfistas. Esperámos para ver a evolução, mas como não vimos mudança alguma, decidimos interromper a competição e procurar terminar o evento no dia seguinte”, acrescentou.

Dos cinco portugueses a competir, três foram eliminados na primeira ronda (João de Macedo, com 11,56 pontos, Hugo Vau, com 9,43 pontos, e António Silva, 6,06 pontos). E dois seguiram para as finais: Alex Botelho, com 14,23 pontos, e Nic Von Rupp, que surfou no terceiro heat com Kai Lenny, Natxo Gonzalez, Francisco Porcella, Cristian Merello e Makuakai Rothman, tendo saído vencedor do heat com 20,23 pontos. No entanto, nas semifinais, Nic Von Rupp ficou com 11,43 e Alex Botelho com 12,31 pontos.

 A final dos seis surfistas colocou Grant “Twiggy” Baker, o vencedor do desafio Puerto Escondido 2017/2018, em 5º lugar na Nazaré e Kai Lenny, duas vezes vencedor de Pe’ahi Challenge, em 4º lugar na Nazaré. Assim, após esta terceira etapa da temporada deste circuito, liderado até ao momento pelo havaiano Kai Lenny, a prova passa a ser liderada pelos seguintes havaianos: Billy Kemper, com 27,140 pontos; em segundo lugar, Kai Lenny, com 24,829 pontos; Ian Walsh, em terceiro lugar, com 17,757 pontos; em quarto Makuakai Rothman, com 14,123; e por último, o primeiro brasileiro a entrar para o ranking, Lucas Chianca, com 13,331 pontos.

Esta, que foi a terceira etapa de ondas gigantes da World Surf League (WSL), acontece pela segunda vez na Nazaré, depois da primeira competição ter sido disputada na Praia do Norte, a 20 de Dezembro de 2016. O evento deste circuito mundial exige ondas de tamanho entre os 6 e 12 metros, condições que a organização esperava garantidas no Sábado. O Nazaré Challenge 2017/2018 conta com o apoio do Turismo de Portugal, Câmara Municipal da Nazaré e Jogos Santa Casa.

Resultados Finais Nazaré Challenge:
1 – 
Lucas Chianca – 19.89
2 – Billy Kemper – 13.93
3 – Natxo Gonzalez – 13.83
4 – Kai Lenny – 13.23
5 – Grant Baker – 11.04
6 – Nathan Florence – 10.89

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

De momento não existem próximos eventos.

«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill