Secretário de Estado da Internacionalização defende Sines como ponto de encontro no projecto chinês, mas admite que essa aposta implica melhores ferrovias nacionais
Porto de Sines
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Secretário de Estado da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, reconheceu esta semana que Portugal pretende ser “um ponto de encontro” na Nova Rota da Seda, refere a publicação Dinheiro Vivo.

De acordo com a publicação, que cita declarações do governante à Lusa, Portugal quer incluir “uma rota marítima até Sines e que a Rota da Seda terrestre ferroviária, que já vai de Chongqing até Madrid, vá um pouco mais longe e chegue a Sines”.

Segundo a publicação, Portugal quer incluir na Rota da Seda uma rota atlântica para tirar partido do alargamento do Canal do Panamá, o qual “permite que as rotas do Extremo Oriente cheguem ao Oceano Atlântico”.

Para Jorge Costa Oliveira, citado pela publicação, a rota atlântica tem um elevado potencial para os super-cargueiros pós-Panamax, com capacidade superior a 4.500 TEU, mas a integração de Sines nessa rota requer, do lado português, uma linha ferroviária melhor do que a actual e que “potencie o escoamento de mercadorias, na direcção do centro da Europa”.

Jorge Costa Oliveira falava num fórum internacional sobre a Nova Rota da Seda, em Pequim, no qual participaram diversos Chefes de Estado, incluindo da Rússia, Turquia, Cazaquistão, Bielorrússia, Filipinas, Argentina e Chile, refere a publicação.

Recorde-se que a Nova Rota da Seda foi anunciada em 2013 pelo Presidente chinês, Xi Jinping, e pretende reconstituir a velha rota comercial entre a China e a Europa através da Ásia Central, da África e do sudeste Asiático. Abrange dezenas de países e uma vasta rede de linhas ferroviárias, portos e rodovias.

A publicação refere também que o Presidente chinês anunciou um contributo de 13 mil milhões de euros suplementares para o Fundo da Rota da Seda, e de 8.800 milhões de euros a países em desenvolvimento e organizações internacionais que estejam envolvidos na Nova Rota da Seda. A este contributo, dois Bancos chineses irão juntar empréstimos especiais até 50 mil milhões de euros no âmbito do mesmo projecto, refere a publicação.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Próximos eventos

  1. Greenfest

    Setembro 28 - Outubro 1
  2. Semana do Mar em Setúbal

    Outubro 3 - Outubro 8
  3. Logística e Cadeias de Abastecimento

    Outubro 11 @ 9:30 - 18:00
  4. 1ª Feira e Congresso Trabalhar num Navio

    Outubro 19 @ 11:00 - 19:30
«Foi Portugal que deu ao Mar a dimensão que tem hoje.»
António E. Cançado
«Num sentimento de febre de ser para além doutro Oceano»
Fernando Pessoa
Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto.
Vergílio Ferreira
Só a alma sabe falar com o mar
Fiama Hasse Pais Brandão
Há mar e mar, há ir e voltar ... e é exactamente no voltar que está o génio.
Paráfrase a Alexandre O’Neill